A cidade

 

Serviços Utilizados

Hino

Letra por Avelino Ferreira de Oliveira

Melodia por José Augusto de Carvalho

Contemplando o teu perfil vetusto
Há um século já de escravidão
Comemoramos com penhor augusto
O dia solene da abolição.

Incompreendida foste em tua luta
Hasteavas um pendão sem glória
Mas, eis que ressurge da disputa
Um eco retumbante de vitória.

(Refrão)
Iguatama, esplendor de beleza
Mãe extremosa de um povo ufano
Terra de futuro e de grandeza
Filha do São Francisco soberano.

Já raiou a tua liberdade
Esta gloria teu povo proclama
Num grito viril de mocidade
Iguatama, Iguatama, Iguatama.

Hoje és livre, és forte em teu trabalho
Tens no porvir, triunfo encantador
Teus filhos ao calor de teu agasalho
Te darão trabalho, paz e amor.

E num desejo incansável de vitória
Teu povo laborioso e altaneiro
Irá te proclamar com glória
O orgulho do sertão mineiro.